10 curiosidades sobre o Google

1 – Ao fazer uma busca no Google, você pesquisa em um índice de páginas coletadas pela empresa na web. O buscador tem indexados vários bilhões de páginas e o Caffeine (atual Index) tem mais de 100 milhões de gigabytes de dados.

2 – Em média um resultado de busca leva um quarto de segundo para ser respondido. Um piscar de olhos tem um décimo de segundo.

3 – Mais de 1 mil anos de mão de obra foram gastos nos desenvolvimento do alogaritimo de busca do Google.

4 – O Google já respondeu 450 bilhões de expressões de busca diferentes desde 2003. A cada dia 16% das buscas são competamente novas.

5 – Em média uma busca no Google viaja 2,4 mil Km pela rede para levar a resposta ao usuário.

3

6 – Para cada busca o Google leva em conta mais de 200 sinais para dar a reposta mais perfeita possível. O pagerank, o mais conhecido, é apenas um deles.

7 – Mais de 200 experimentos são feitos pelo Google na busca a todo o momento. Em 2011, 58 mil experimentos foram testados e 530 deles se tornaram fixos.

8 – O tráfego de buscas por celulares e tablets dobra a cada ano, e aumentou em 5 dígitos em todo o mundo nos últimos 2 anos.

9 – A busca no Google está disponível em 146 línguas, inclusive algumas de mentira como Elmer Fudd e Klingon.

10 – O Google Transltate tem centenas de milhares de usuários em todo o mundo e o volume de uso aumentou em 10 vezes nos últimos 3 anos.

Fonte: Terra

Anúncios

Embratur lança app no Facebook para promover Brasil no exterior

Por Daniel Gonzales

Exclusivo: a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) lança nesta quarta-feira (1.º de agosto) um app no Facebook voltado para estrangeiros, com a intenção de promover o turismo no Brasil no exterior. O aplicativo, chamado O mundo se encontra no Brasil. Venha celebrar a vida, poderá ser acessado via computador ou em navegadores de smartphones e tablets.

App no Facebook propõe a amigos se encontrarem no Brasil

App no Facebook propõe a amigos se encontrarem no Brasil

O app faz parte da campanha lançada pela presidente Dilma Rousseff na semana passada, em Londres, focada em incentivar o turismo no País, usando como chamariz os grandes eventos esportivos que o Brasil sediará nos próximos quatro anos: a Copa do Mundo da FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016.

Quem tem perfil na rede social, brasileiros ou não, poderá identificar seus amigos mais distantes geograficamente e, a partir daí, propor que todos se encontrem no Brasil.

App online traz vídeos de capitais e atrações turísticas brasileiras

App online traz vídeos de capitais e atrações turísticas brasileiras

Quando o estrangeiro clicar em ‘convidar’, será criado um álbum na timeline com imagens das distâncias entre cada amigo encontrado, que será marcado e alertado; estes, por sua vez, também poderão encontrar seus amigos distantes e convidá-los a conhecer o Brasil.

A nova campanha da Embratur irá investir R$ 50 milhões até o fim de 2014, com a expectativa de alcance de 1,2 bilhão de pessoas, diz o diretor de Marketing da Embratur, Walter Vasconcelos.

CIDADES DA COPA

Em março, a Embratur já havia disponibilizado para os sistemas operacionais móveis iOS e Android um jogo interessante e gratuito, o Brasil Quest. Pegue a versão para iOS aqui e para Android aqui.

No jogo, o simpático alienígena Yep – que estava triste com a vida em seu planeta de origem, junto com os amigos Stu e Bozzi – vem ao Brasil e visita as 12 cidades que serão sedes da Copa do Mundo de 2014.

Seu objetivo é guiar Yep pelos principais pontos turísticos das cidades brasileiras, que ele não conhece, fugindo dos obstáculos e capturando bolinhas. Com elas, dá para comprar souvenires das capitais. As lembranças vão sendo guardadas em uma caixa, o Souvenir Box.

Muito bem feito, o game tem gráficos caprichados e chega ao refinamento de ter uma trilha sonora para cada cidade.

Fonte: Estadão.com.br

Hotel adota iPhone como telefone de quarto

O Hotel Opus, na cidade de Vancouver, no Canadá, acaba de trocar todos os telefones de quarto de suas 93 suítes por modelos do iPhone 4S. Quem faz checkin no Opus, não encontra mais o clássico telefone fixo com teclado físico e fone com apoio de mão e bocal. Apenas o smartphone da Apple repousa sobre o criado mudo do hotel.

De acordo com a rede hoteleira, a adoção de iPhones visa oferecer benefícios adicionais a seus hóspedes, em especial executivos que viajam todas as semanas dos Estados Unidos para fazer negócios no Canadá. Os iPhone deixados sobre as mesinhas estão desbloqueados e contém na memória os ramais dos vários departamentos do hotel, como restaurante, recepção, serviço de quarto e garagem.

Além disso, um convênio com uma operadora canadense oferece ligações para os Estados Unidos sem taxas de chamada internacional, o que para clientes em viagem de negócios pode representar uma tremenda economia.

Esta não é a primeira vez que o Opus adota tecnologias da Apple para diferenciar seu hotel dos concorrentes. Há dois meses, a rede anunciou a adoção de um iPad 2 por quarto. No tablet, além de poder navegar na web, o usuário pode acessar apps com atrações turísticas de Vancouver e uma espécie de concierge virtual do Opus, um aplicativo que informa sobre a programação de eventos no hotel e menu do restaurante entre outros mimos tech.

A diária no Opus Vancouver começa em 500 reais.

Fonte: TRENDING BLOG – Exame

Marketing para o turismo: Google promete avanço revolucionário no Maps

A notícia do portal IDGNOW! sobre grandes avanços no Google Maps certamente trará mais oportunidades para as empresas do setor turístico divulgarem os seus empreendimentos para o mundo através da internet, principalmente para quem estiver utilizando os seus dispositivos móveis, o que é muito comum durante uma viagem. Aguardaremos as próximas novidades para repassar para vocês:

Por Jared Newman, PCWorld/EUA

Tentando decifrar os rumores sobre o produto de mapeamento próprio que a Apple deve lançar, gigante das buscas lança novidades para seu serviço

O Google irá sediar um evento esta semana para falar sobre a “próxima dimensão” do Google Maps – cinco dias antes que a Apple provavelmente lance seu próprio produto de mapeamento para iOS em sua WWDC.

“Neste encontro, direcionado apenas para convidados da imprensa, Brian McClendon, vice-presidente do Google Maps e do Google Earth, lhe dará um olhar por trás das cenas do Google Maps e compartilhará a nossa visão”, diz o comunicado enviado a diversas publicações. “Também daremos uma demo de algumas das mais novas tecnologias e proporcionaremos uma espiada em recursos programados que ajudam as pessoas a chegar onde elas querem ir – tanto física como virtualmente”.

Uma reportagem do mês passado da 9to5Mac alegou que a Apple irá largar o Google Maps na próxima versão do IOS, e usará um serviço próprio de mapeamento. A Apple adquiriu várias empresas do ramo de mapeamento ao longo dos últimos anos, e pode finalmente estar pronta para enfrentar o Google Maps. A gigante de Mountain View pode estar tentando antecipar o anúncio da Apple com promessas de grandes novidades. É uma incógnita o que o Google irá anunciar, mas, dado o termo “próxima dimensão” no convite, podemos ver alguns novos mapeamentos 3D semelhantes aos que os rumores indicam que a Apple irá anunciar para o iOS6.

Além disso, o ícone de marcador de locais no convite é o mesmo que o Google usa para designar as corporações. É possível que a líder das buscas expanda a pesquisa de locais corporativos com seu app do Maps e forneça mais recomendações sobre onde ir. A linguagem no convite – “ajuda as pessoas a chegar onde eles querem ir” – dá algum crédito a essa teoria.

Mais motivos para empresas do turismo investirem no marketing digital

Por Graziella BeHertzog
Diretora Executiva – BSC comunicação

Você quer estar presente na vida de seus potenciais clientes? Invista em marketing digital e em mídias sociais, pois as últimas pesquisas comprovam que só tem aumentado o número de pessoas que buscam informações sobre viagens e acomodações na internet.

A pesquisa realizada em 2011 e divulgada ontem, 31/05, pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br), revelou mais dados que só reforçam que o brasileiro cada vez mais está presente na internet e nas redes sociais, além de utilizar a rede para programar suas férias, comprando pacotes de viagens, diárias em hotéis e pousadas, passagens aéreas, locação de veículos, entre outros serviços oferecidos pelo setor do turismo.

Veja os números abaixo:

  • Houve aumento na procura de informações sobre viagens e acomodações (de 26% em 2010 para 36% em 2011)
  • O uso de microblogs (como o Twitter), passou de 14% em 2010 para 22% em 2011
  • Sete em cada dez brasileiros com acesso à internet usam redes sociais
  • O uso de programas de voz sobre IP como o Skype, passou de 17% em 2010 para 23% em 2011
  • A busca de informações em sites de enciclopédia virtual como Wikipédia aumentou de 28% em 2010 para  39% em 2011
  • A procura de informações em dicionários gratuitos passou de 24% para 35% em 2011
  • A atividade de lazer mais realizada na Internet foi assistir filmes ou vídeos em sítios (58%)

Assim, estando os brasileiros cada dia mais conectados (cerca de 30% utilizam as redes sociais para indicar ou criticar um serviço ou produto), é fundamental que um trabalho de marketing muito bem feito seja realizado para o seu empreendimento turístico.

Hoje, há inúmeras ferramentas para fazermos uma excelente divulgação na internet da sua empresa (site, anúncios em portais, presença nas redes sociais, e-mail marketing, mobile marketing)  e quanto mais presente você estiver, lembrando que é fundamental a sinergia entre as ações, mais o seu investimento em marketing digital trará retorno.

5 dicas para entrar em mobile com o pé direito

Quer levar sua marca para smartphones e tablets? Saiba o que observar antes de mergulhar a fundo na mobilidade

Cris Simon, de Exame.com

São Paulo – O Brasil já tem 253 milhões de celulares, o que representa uma média de 1,29 linhas por habitante, de acordo com dados de 2012 da Anatel.

Além de mostrar que a classe C entrou em peso nas funcionalidades da plataforma mobile, esses números também demonstram um potecial de markerting em franca expansão.

Paul Gelb, vice-presidente e fundador da área de mobile da Razorfish, acredita que em até 10 anos, o marketing em smartphones e tablets será responsável pela maior fatia do bolo publicitário, ultrapassando até mesmo TV e internet.

Abaixo, veja 5 dicas de Gelb para quem quer começar as atividades na plataforma.

1 – Esteja bem acompanhado

Tenha certeza de que você tem um time capacitado e os talentos certos para trabalhar em projetos mobile internamente e em parceria com a agência.

“Mobile é uma coisa nova. O time que trabalhará nessa plataforma deve ter personalidade, expertises e conhecimento em diferentes áreas”, diz Paul Gelb.

2 – Observe a estrutura de sua empresa

Olhe para todos os lados de sua organização e tenha certeza de que você tem uma estrutura que comporta as novas atividades ou/e os recursos suficientes para modificar, adaptar e ampliar o que for preciso. Leve em conta todas as potenciais oportunidades.

“Mobile toca em muitas áreas diferentes do negócio. Se você é um varegista, pense em qual vai ser o objetivo do mobile dentro das lojas, no marketing e na administração do relacionamento com os consumidores, por exemplo”.

3 – Tenha foco nas pessoas, não na tecnologia

“É importante perceber que algumas coisas mudam e outras não. Algo que jamais deveria mudar é a maneira como você resolve um problema, e que deveria sempre começar com insights dos consumidores”, diz Paul Gelb.

“O que, de fato, os consumidores precisam? Que benefócio você estará levando a eles? Qual é o objetivo de seu negócio e o que você está realmente tentando comunicar?

Encontre um caminho pelo qual o mobile seja voltado unicamente a essas questões. A atividade da marca em mobile não deve começar por causa da tecnologia, mas com o uso da tecnologia, por causa das pessoas.

4 – Fato: você precisará de dinheiro

Não importa como você pensa em estruturar a empresa, você precisará de mais dinheiro e recursos, tanto para começar quanto para manter os negócios mobile em pé.

“Pense no que você fará inicialmente. Passe segurança para as pessoas da companhia de que os recursos que estão sendo alocados são importantes para levar a marca para o mobile”.

5 – Não espere a genialidade para começar

Você não precisa saber tudo e ter as soluções perfeitas para só então entrar em mobile. Tenha noção do espaço digital e pressa para começar. Pegue carona no que já está acontecendo.

“É um espaço que muda muito rapidamente. Você não terá tempo suficiente como teria em outros canais e circunstâncias”, aconselha Gelb.

Fonte: Exame.com

Geração Z ou Geração Net – os anseios de quem já nasceu conectado!

Por Graziella BeHertzog
Diretora Executiva BSC comunicação

Como escrevi no “Geração X, Y, Z, Geração C, Geração Net???”, coloco aqui alguns cometários sobre um vídeo muito interessante que mostra quais os desejos e anseios das pessoas que nasceram após 2000, ou seja, já nasceram conectadas ao mundo digital.

Ainda não há uma denominação para essa turma, uns chamam de Geração Z, outros de Geração Net. Mas, o importante é entender que em 5 – 10 anos, serão eles que estarão trabalhando em nossas empresas, criando as novas tecnologias e consumindo os nossos produtos e serviços (e mais importante ainda, influenciando a decisão de compra de todos ao seu redor).

É uma geração que vive em um mundo onde as mudanças estão acontecendo de forma incrivelmente rápidas, por isso eles tem um ritmo bastante diferente daquelas crianças e adolescentes que viveram nos anos 60, 70 e 80.

Assistam com carinho o vídeo abaixo e parem um minuto para pensar: o que vem por aí?
Abusem de sua imaginação!