10 curiosidades sobre o Google

1 – Ao fazer uma busca no Google, você pesquisa em um índice de páginas coletadas pela empresa na web. O buscador tem indexados vários bilhões de páginas e o Caffeine (atual Index) tem mais de 100 milhões de gigabytes de dados.

2 – Em média um resultado de busca leva um quarto de segundo para ser respondido. Um piscar de olhos tem um décimo de segundo.

3 – Mais de 1 mil anos de mão de obra foram gastos nos desenvolvimento do alogaritimo de busca do Google.

4 – O Google já respondeu 450 bilhões de expressões de busca diferentes desde 2003. A cada dia 16% das buscas são competamente novas.

5 – Em média uma busca no Google viaja 2,4 mil Km pela rede para levar a resposta ao usuário.

3

6 – Para cada busca o Google leva em conta mais de 200 sinais para dar a reposta mais perfeita possível. O pagerank, o mais conhecido, é apenas um deles.

7 – Mais de 200 experimentos são feitos pelo Google na busca a todo o momento. Em 2011, 58 mil experimentos foram testados e 530 deles se tornaram fixos.

8 – O tráfego de buscas por celulares e tablets dobra a cada ano, e aumentou em 5 dígitos em todo o mundo nos últimos 2 anos.

9 – A busca no Google está disponível em 146 línguas, inclusive algumas de mentira como Elmer Fudd e Klingon.

10 – O Google Transltate tem centenas de milhares de usuários em todo o mundo e o volume de uso aumentou em 10 vezes nos últimos 3 anos.

Fonte: Terra

Anúncios

Buscador Google adiciona novo recurso e fica mais inteligente

O Google apresentou no dia 16/05  uma nova ferramenta para complementar os resultados de uma pesquisa em seu mecanismo de busca. Intitulado “Knowledge Graph” (“Gráfico de Conhecimento”, na tradução livre), a novidade apresenta um sistema muito mais dinâmico e veloz para que o internauta localize a informação que deseja com ainda mais dados complementares dentro do buscador.

De acordo com os sites Google Inside Search e Google Discovery, a principal diferença entre o atual e o novo formato do Google é que o site não fará mais pesquisas apenas pelas palavras-chave digitadas. Além delas, é realizada uma filtragem mais profunda em busca de termos interligados e, por fim, somados aos resultados de acordo com os itens pesquisados. Isso envolve curiosidades, estatísticas e até detalhes técnicos, apresentados de modo que o usuário saiba ainda mais sobre o tema, ou encontre tópicos relacionados ao assunto pesquisado.

O Knowledge Graph também pode informar ao internauta sobre eventos, atividades e locais interessantes para se visitar em um determinado local do planeta. Outra característica do serviço é de dizer ao usuário se outras pessoas estão fazendo aquela mesma busca naquele momento, ou se outras pessoas fizeram recomendações sobre aquele local.

Disponível para desktops e smartphones (a partir da versão 2.2 do Android e versão 4 do iOS), no momento o recurso está habilitado apenas para os Estados Unidos, e não há previsão de lançamento aqui no Brasil.

Abaixo, um vídeo que mostra mais do funcionamento do Knowledge Graph:

Fonte: Olhar Digital